Artigo - Governo e empresariado genocidas

Num momento em que a curva do coronavírus está em ascensão, consideramos uma atitude desumana e criminosa com o povo brasileiro a ida do presidente Bolsonaro, do ministro Paulo Guedes e de empresários ao STF para pressionar pelo fim do isolamento social.

Quem são estes empresários? Com certeza não precisam recorrer ao SUS. Com certeza têm acesso aos melhores hospitais do País.

Os homens do capital e do mercado não podem nem têm o direito de decidir quem vive e quem morre.

A classe trabalhadora já está fazendo enormes sacrifícios nesta crise. Não pode, porém, correr riscos de vida em nome da ganância desmedida de uma elite sem sensibilidade social e desprovida de sentimentos.

Não é hora de relaxar o distanciamento social.


Miguel Torres
presidente interino da Força Sindical e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos)