Visualizar no navegador | Enviar para um amigo  
 
  Informativos | Notícias | Contato  
Nova edição da revista Mundo Sindical

A quem interessa de fato a reforma trabalhista, em vigor a partir de 11 de novembro? Quem vai pagar a conta das mudanças? A edição de novembro/dezembro da nossa revista Mundo Sindical tenta responder a estas perguntas. Para isso, ouvimos o advogado Antonio Rosella, especialista em relações do trabalho e sindicalismo. Enfático, ele diz não haver ganho algum para os trabalhadores e, menos ainda, para os sindicatos que perderam acontribuição sindical.

Ele também comenta as contestações à reforma que pipocam entre procuradores do Ministério do Trabalho, juízes e desembargadores da Justiça do Trabalho. Em recente congresso da Anamatra (a associação dos magistrados do Trabalho), em 9 e 10 de outubro, avaliou-se não aplicar parte dasnovas regras, com o argumento de que violam direitos previstos na Constituição ou em convenções internacionais. Confira nas páginas 4 a 6.

A nova taxa assistencial (ou negocial), necessária para a sustentabilidade dos sindicatos e para a manutenção da luta em defesa dos direitos dostrabalhares, é o tema de reportagens nas páginas 7 a 11. Mais do que nunca, os sindicatos precisam se aproximar de suas bases e ampliar a sindicalização. Ouvimos os presidentes das oito principais centrais sindicais. É unânime o sentimento de repúdio à reforma trabalhista, consolidada na Lei13.467/1. Não deixe de ler o artigo sobre o novo sindicalismo, do jornalista Marcos Verlaine, do Diap, e a resenha do livro “A Face Sindical daReforma Trabalhista”, recém-lançado.

Há muito mais nesta edição, como as saborosas reportagens das páginas 12 e 13. Uma analisa os aplicativos que trazem benefícios para usuários deinúmeras áreas do setor de serviços, mas também causam estragos entre tradicionais categorias profissionais, como a dos motoboys. Empresas deaplicativos de motofrete “estão submetendo a categoria dos motoboys a uma situação precária e de escravidão”, diz o presidente do SindimotoSP, Gilberto Almeida Santos. A outra reportagem fala de profissões eliminadas pelo avanço da tecnologia.

Outro destaque de nossa edição é a cerimônia de posse do novo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, Miguel Torres, com a presença de dezenas de lideranças sindicais e autoridades. Sobre a reforma trabalhista, Torres foi incisivo: “Tudo foi premeditado. O Brasil está sendo vendido e entregue ao poder econômico”.

Por fim, fomos conhecer o Sindicato Nacional dos Terapeutas Naturistas e saber como trabalham esses profissionais que contribuem, com suas técnicas, para a solução de muitos problemas de saúde. E não perca nosso Giro Sindical, com curiosidades e ações de nossos sindicatos.

Boa leitura!

Sandra Campos
Editora-Chefe

 
         
Nova regra trabalhista ameaça dedução de Imposto de Renda Símbolo da resistência, Agência Jd. Camargo Novo da Caixa permanece aberta Metalúrgicos da CUT/SP apreciam propostas e decidem por greve Reivenção do Sindicalismo é tema de Seminário da UGT-PE
A criação do trabalho intermitente, previsto na reforma da CLT, dificulta a dedução dos gastos do seguro saúde dos trabalhadores do imposto de renda... A conquista é fruto da luta contra o desmonte do banco público pelo governo Temer Greves e paralisações estão acontecendo em todo estado Com a Reforma Trabalhista aprovada e prestes a entrar em vigor a partir do próximo dia 11, as relações de trabalho sdofrerão profundas mudanças e o si...
Ler Mais Ler Mais Ler Mais Ler Mais

         
Empresas aéreas não apresentam proposta adequada para os trabalhadores Trabalhadores das indústrias de brinquedos conquistam aumento de 4% Químicos da Força discutem cláusulas econômicas amanhã Portaria sobre trabalho escravo não será revogada, diz ministro Nogueira
Forte crescimento do setor aéreo mostra que empresas podem pagar reajuste acima da inflação Unidos tivemos essa grande vitória!", afirmou Auxiliadora... "Nesta rodada de negociação, vamos intensificar o debate sobre as cláusulas econômicas. Reforçamos que com a atual conjuntura de mudança na legislação... O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), disse que a polêmica portaria que fragiliza o combate ao trabalho escravo não será revogada mesmo susp...
Ler Mais Ler Mais Ler Mais Ler Mais
 
 
 
Mundo Sindical - Alameda dos Jurupis, 1005 - Cj. 102 - Moema - São Paulo - SP
 
 

Facebook Twitter YouTube