Visualizar no navegador | Enviar para um amigo  
 
  Informativos | Notícias | Contato  
Reforma trabalhista: Ela está entre nós

A Reforma Trabalhista que foi proposto pelo governo do presidente Michel Temer e que não teve nenhuma discussão com a classe trabalhadora, passou a valer desde o último dia 11 de novembro.

As mudanças foram inúmeras e ainda estamos confusos com, mas uma coisa é certa, o trabalhador é o maior prejudicado nessa história.

A negociação feita para que o Senado aprovasse a matéria era que o governo posteriormente modificaria a Reforma Trabalhista via Medida Provisória (MP), e assim o fez na terça-feira, 14 de novembro. Para muitos, a MP não melhorou em nada os pontos mais polêmicos da reforma.

Para termos a noção do que essa MP representa, o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) externou que esse novo texto só piora a situação dos trabalhadores brasileiros, “a MP piorou a lei em muitos pontos. Por exemplo, a nova lei só se aplicava aos novos contratos de trabalho. Ou seja, aos contratos celebrados pós vigência da lei. A MP determina (Art. 2º) que “se aplica, na integralidade, aos contratos de trabalho vigentes.” Isto é, a todos os contratos, inclusive, os anteriores à lei".

Isso representa o que este governo pretende fazer com a vida dos trabalhadores, torna-la um inferno. Quem vai pagar o pato é os trabalhadores, com a desculpa que essas medidas gerarão emprego.

A luta do movimento sindical só aumentará a partir de agora. O sindicalismo brasileiro deverá se unir para que consiga fazer com o que o trabalhador brasileiro seja respeitado.

Boa leitura!

Sandra Campos
Editora-Chefe

 
         
Governo edita MP que muda pontos da reforma trabalhista Com nova lei, trabalhador intermitente pode ficar sem benefícios do INSS Trabalhador teria de contribuir 44 anos para ter teto da aposentadoria Metalúrgicos de Piracicaba conquistam aumento salarial e renovam todas as cláusulas da Convenção Coletiva
O governo federal editou Medida Provisória 808 nesta terça-feira (14) para ajustar pontos da reforma trabalhista... Salário de empregados que atuam apenas quando são convocados pode ficar abaixo do mínimo A nova proposta de reforma da Previdência, apesar de facilitar o acesso à aposentadoria em relação à versão anterior, pode vir com uma regra que reduz... Num cenário de recessão econômica, desemprego crescente, inflação sendo anunciada pelo governo...
Ler Mais Ler Mais Ler Mais Ler Mais

         
Após erro, Lei da Gorjeta terá de ser votada pela segunda vez No encerramento do 7º Congresso, condutores reafirmam compromisso de unidade e luta Químicos da Força: Campanha salarial avança em várias regiões do estado IndustriALL debate retirada de direitos dos trabalhadores em vários países
O presidente Michel Temer utilizou a medida provisória publicada na terça-feira (14) com ajustes na reforma trabalhista para revalidar a Lei da Gorjet... O último dia do Congresso da categoria (10/11), começou com a palestra sobre Saúde e Segurança do Trabalho.", afirmou Auxiliadora... A Campanha Salarial e Social dos trabalhadores nos setores industriais químicos e plástico está terminando com a conquista de Reajuste Salarial de 100... Entidade representa 50 milhões de trabalhadores dos setores químico, farmacêutico, metalúrgico, couro e calçados de 140 países
Ler Mais Ler Mais Ler Mais Ler Mais
 
 
 
Mundo Sindical - Alameda dos Jurupis, 1005 - Cj. 102 - Moema - São Paulo - SP
 
 

Facebook Twitter YouTube