Buscar
Cadastro Newsletter
Redes Sociais
Acesso aos Editais

Skip Navigation LinksHome > Lista de Notícias > Notícia
Notícia - Ministro Ronaldo Nogueira espera melhora no nível de emprego também nos próximos meses
Ministro Ronaldo Nogueira espera melhora no nível de emprego também nos próximos meses

Depois de anunciar o crescimento no nível de emprego em fevereiro, o primeiro em quase dois anos, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse esperar números ainda melhores no mês de março. Segundo ele, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira (16) ainda não refletiram os efeitos da liberação do saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que começaram no último dia 10, e devem ter impacto positivo no comércio.

De acordo com o Caged, o país fechou o mês passado com um saldo positivo de 35.612 vagas com carteira assinada.  Os números tiveram melhora em áreas importantes da economia, como a indústria de transformação e o setor atacadista, que influenciam outras cadeias produtivas.

“Acredito que é uma retomada, uma inversão da curva do desemprego. Podemos comemorar e acreditar que, a partir daqui, vamos retomar o crescimento da economia”, afirmou Ronaldo Nogueira.  “Tivemos 22 meses de dados negativos, mas o governo tomou medidas que começam a surtir efeitos”, apontou o ministro, durante apresentação do Caged no Palácio do Planalto, em evento aberto pelo presidente Michel Temer.

Os números do Caged de fevereiro também animaram o presidente Temer. Ao citar a criação de mais de 35 mil postos de trabalho, ele afirmou que “a economia brasileira volta a crescer e que os sinais são cada dia mais claros”.

Dignidade - Temer pontuou que o primeiro resultado positivo depois de 22 meses sinaliza a recuperação de uma vida digna para milhares de brasileiros. “São 35 mil brasileiros que agora têm, com o trabalho, uma vida digna. E um dos pressupostos da nossa Constituição é a dignidade das pessoas”, destacou.

O presidente ponderou que os sinais positivos – previsão de inflação dentro do centro da meta, juros em queda e melhora da expectativa da nota do Brasil pela Agência Moodys, entre outros – são fatos que reforçam o otimismo que deve guiar os passos do governo e dos brasileiros.

Fonte: Assessoria de Imprensa Ministério do Trabalho - 17/03/2017
 
Comentários