Buscar
Cadastro Newsletter
Redes Sociais
Acesso aos Editais

Skip Navigation LinksHome > Lista de Notícias > Notícia
Notícia - Centrais sindicais levarão 20 mil pessoas para as ruas de São Paulo no próximo dia 10
Centrais sindicais levarão 20 mil pessoas para as ruas de São Paulo no próximo dia 10

Canindé Pegado e Luiz Carlos Motta, respectivamente o secretário Geral nacional e o presidente regional de São Paulo da União Geral dos Trabalhadores (UGT) estiveram, na tarde desta segunda-feira (06), na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) para a realização de uma reunião com representantes das centrais sindicais e de sindicatos de diversas categorias para ajustar os últimos detalhes para o Dia Nacional de Mobilização, que acontecerá dia 10 de novembro.

 

O encontro, que fortaleceu a unidade das entidades sindicais na luta contra as consequências da aprovação da nova lei trabalhista e pela derrubada da reforma da previdência reuniu representantes da UGT, CUT, Nova Central, Força Sindical, Intersindical, CTB, Conlutas, além de sindicatos como Comerciários de SP, Metalúrgicos, Padeiros, Papeleiros, Limpeza e conservação, professores, metroviários, transportes de cargas, entre outros.

 

Canindé Pegado ressaltou que o Sindicato dos Comerciários de SP fechará suas portas e levará para as ruas seus 500 funcionários, se juntar com os Padeiros, mais 200 e o Siemaco (asseio e conservação), com 150 trabalhadores já são 850 pessoas. “Dei exemplo de três entidades, a orientação da UGT é que todos os sindicatos filiados façam o mesmo”, explicou o sindicalista.

 

Segundo Motta, a UGT-SP está colocando peso para a manifestação e vem convocando as entidades no interior do Estado para não abrirem nesse dia buscando trazerem para a capital paulista o maior número possível de trabalhadores.

 

Na manifestação que ocorrerá na capital de São Paulo, os representantes das centrais sindicais estimam reunir 20 mil pessoas, que percorrerão o trajeto da Praça da Sé até a Avenida Paulista, coração financeiro da cidade.

Fonte: UGT - 07/11/2017
 
Comentários