Buscar
Cadastro Newsletter
Redes Sociais
Acesso aos Editais

Skip Navigation LinksHome > Lista de Notícias > Notícia
Notícia - Após reunião entre sindicato de atletas, FPF e Santa Cruz, Evandro Carvalho rechaça W.O
Após reunião entre sindicato de atletas, FPF e Santa Cruz, Evandro Carvalho rechaça W.O
A tarde desta segunda-feira foi bem movimentada na Federação Pernambucana de Futebol. Foi até mais importante para o Santa Cruz do que o treino que ocorria no Arruda. A reunião entre clube, sindicato dos jogadores e Evandro Carvalho, presidente da Federação Pernambucana, pode ter selado a paz, mesmo que momentânea, no Arruda.
Segundo o presidente da FPF, não há risco que o Santa Cruz seja punido por W.O contra o Paraná, nesta terça-feira. O encontro, que não ocorreu em nenhuma das salas da Federação, mas no sexto andar do mesmo edifício, onde Carvalho tem seu escritório de advocacia, ajustou o entendimento entre os dois lados.
“Já tivemos várias reuniões com o sindicato e com o Santa Cruz, e hoje nos reunimos por conta dessa situação (possibilidade de greve). Não vejo a possibilidade de um W.O. O Sindicato e os jogadores estão plenamente conscientes das dificuldades do clube. Estávamos ajustando os prazos prováveis de receita para que eles possam sanar o seu passivo com regularidade”, explicou Evandro.

O presidente não se aprofundou em detalhes, muito menos confirmou se houve empréstimo da Federação Pernambucana de Futebol ao Santa Cruz para quitar as dívidas com o elenco. Evandro despistou e apenas afirmou que existem receitas a serem recebidas pelo clube, que foram apresentadas na reunião, e que as dívidas serão quitadas quando esses valores forem recebidos.
“O procedimento do sindicato estava correto. Definiram um prazo, mas absolutamente não se relaciona esse prazo a pagamento. Isso foi apenas para formalizar o reclame dos atletas. Nos reunimos e todos entenderam a necessidade dos atletas entrarem em campo para a carreira deles e para a existência do clube. Logo que viabilizar as receitas que forem liberadas, o clube vai honrar seus compromissos. Existem receitas a serem recebidas e elas foram apresentadas. Eles cogitam formalizar um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) e isso dará mais tranquilidade aos jogadores”, finalizou.

Fonte: Rafael Brasileiro /Diario de Pernambuco - 14/11/2017
 
Comentários