Notícia - Café da Manhã na FEQUIMFAR discute laudos ambientais

Com o objetivo de reforçar conhecimentos sobre laudos ambientais e discutir as mudanças que estão ocorrendo neles, a FEQUIMFAR, por meio de seu Departamento de Saúde do Trabalhador, reuniu hoje, dirigentes sindicais de todo o estado para um Café da Manhã.

Edson Dias Bicalho, secretário geral da FEQUIMFAR e presidente do STI Bauru, coordenou o evento e fez um panorama sobre os desafios do movimento sindical na atualidade: “passamos por um processo de muitas mudanças, então, precisamos de união da construção de um debate tripartite, com representantes dos trabalhadores, empresários e governo, a fim de enfrentar as dificuldades que têm sido impostas”.

O evento contou com exposições do engenheiro Rodrigo Miyawaki, diretor de base do STI Baixada Santista, José Possebon, engenheiro e pesquisador da FUNDACENTRO, e Marcelo da Cruz Pinto, engenheiro químico e de segurança do trabalho e perito judicial químico. Também marcaram presença e colaboraram com debates Arnaldo Gonçalves, secretário de saúde e segurança do trabalho da Força Sindical, Rogério de Jesus Santos, do DIESAT, Andressa Ruiz, advogada previdenciária, Fernando Sobrinho, da FUNDANCENTRO e coordenador da Convenção 174 da OIT.

Sempre visando pensar em ações para garantir a integridade física dos trabalhadores e seus direitos, os dirigentes participaram ativamente do debate sobre o papel do movimento sindical neste contexto de mudanças nos laudos ambientais.

Para Jurandir Pedro de Souza, diretor financeiro da FEQUIMFAR e presidente do STI Itapetininga, “temos que buscar novos caminhos, porque a sociedade, como um todo, ainda não está consciente dos ataques que estão sofrendo. Devemos escrever uma nova história com inteligência, fortalecendo os debates em vários campos, como em saúde e segurança do trabalho”.

João Scaboli, diretor do departamento de saúde do trabalhador da FEQUIMFAR, adjunto da secretaria de saúde da Força Sindical, diretor do DIESAT e diretor do STI Jaguariúna, ressalta a importância do encontro: “temos que fortalecer nossas bandeiras de luta, valorizar as políticas de saúde e segurança no trabalho, buscando melhorias quanto a administração, planejamento, organização, gestão no ambiente de trabalho e planos de ações”.


Fonte:  Fequimfar - 14/08/2019


Comentários