Notícia - CTB reúne e define agenda com sindicatos em Barcarena, no Pará

Na última quarta-feira, 02 de outubro, o presidente da CTB Pará, Cleber Rezende, e a advogada Dra Julliany Geraldo, do escritório J.J Geraldo, visitaram três sindicatos filiados à Central, no polo industrial de Barcarena, região metropolitana de Belém, no Pará. Na pauta as lutas gerais e as questões locais e específicas das entidades e categorias.

Os sindicatos visitados foram o Sindicato dos Vigilantes Municipais de Barcarena – Sindaviba, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil e do Mobiliário de Barcarena e Abaetetuba – Sinticomba e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas do Município de Barcarena – SindiQuímicos.

Barcarena é estratégica na luta entre capital e trabalho, onde concentra grande parte da classe operária paraense. Emancipada em 1943, região, à época, predominantemente povoado pelas populações indígenas e ribeirinhas, que eram moradores das aldeias e as margens dos rios e matas. No entanto, o município passou por grandes transformações e tornou-se um dos principais polos industriais do Pará.

De cidade pacata, indígena e ribeirinha, Barcarena passou a ser centro industrial produtor de alumínio, caulim, fertilizantes e com o maior porto do Pará, Vila do Conde. É em Barcarena que a bauxita é refinada para a produção de alumina e fabricação do alumínio primário. A área da construção civil é outra indutora da economia local, bem como a agricultura familiar e o turismo, com as praias fluviais e as ilhas típicas da região amazônica.

Em reunião com a diretoria do Sindicato dos Vigilantes Municipais de Barcarena (Sindaviba), definiu a realização do congresso municipal dos vigilantes e servidores públicos municipais para tratar os impactos da reforma previdenciária, a aplicabilidade do Regime Jurídico Único (RJU) e uma assembleia de ampliação de bases do sindicato, nos próximos dias 28 e 29 de outubro. “A realização do congresso é um dos desafios de nossa gestão, para melhorar o trabalho em defesa da categoria”, disse o presidente do Sindaviba, Pedro de Jesus.

No Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil e do Mobiliário de Barcarena e Abaetetuba (Sinticomba), à reorganização da atuação da direção para intensificar a defesa dos interesses dos trabalhadores/as, para barrar o descumprimento da convenção coletiva de trabalho (CCT), fortemente atacada, sobretudo, pelas novas empresas instaladas no complexo industrial local, predominou.  “Esse conjunto de ações planejadas, e que será executada, marcará a na nossa gestão”, disse o presidente do Sinticomba, Márcio Oliveira.

No Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas do Município de Barcarena (SindiQuímicos), o clima é de euforia e expectativas, primeiro os dirigentes do sindicato avaliaram a luta vitoriosa pela manutenção dos postos de trabalhos da categoria, no transcurso do embargo em 50% da produção da fábrica, por determinação da justiça, em fevereiro de 2018. E agora o retorno de seu funcionamento em 100% de suas atividades, em setembro.

Por outro lado, a expectativa é na negociação coletiva em pauta na empresa norueguesa Hydro Alunorte. “O momento é de unidade da categoria na defesa dos nossos direitos e de garantir uma CCT que viabilize reajuste salarial, ticket alimentação e demais vantagens aos trabalhadores/as”, disse o presidente do SindiQuímicos, Gilvandro Santa Brígida.

A CTB Pará realizará na tarde do dia 28 de outubro, em Barcarena, em conjunto com seus sindicatos filiados, um curso de formação sindical para a atualização da conjuntura política, resgate da história do sindicalismo e apresentação dos desafios da gestão sindical classista para a valorização da classe trabalhadora. O evento será aberto ao conjunto do movimento sindical com atuação em Barcarena.


Fonte:  Portal CTB - 08/10/2019


Comentários