Notícia - Nova presidente do SindiNutri-SP reafirma compromisso de buscar a valorização profissional

A partir do dia 20 de março as novas lideranças do SindiNutri-SP, que representam as/os Nutricionistas do Estado de São Paulo, deram início oficial à gestão 2020-2025. Por conta da pandemia de coronavírus e, por conta das recomendações oficiais, a posse aconteceu em uma cerimônia não pública, mas atendendo e seguindo os ritos estatutários.

"Oportunamente, quando tudo isso passar, queremos reunir as/os profissionais e celebrar este mandato", afirmou a Nutricionista Maria da Consolação Machado Furegatti, que assumiu o cargo de Presidente. Ela ainda acrescentou: "cada ação que se realizará nesta gestão, será em busca de plenos direitos e bem estar das/dos Nutricionistas, ajudando-as(os) a se organizarem na recuperação, preservação e consolidação dos seus direitos trabalhistas, sociais e econômicos”.

A composição dessa nova diretoria já é resposta a um anseio da categoria: a interiorização do SindiNutri-SP. Dos 20 integrantes do grupo, oito são residentes e atuam fora da capital, inclusive a Presidente, que milita em Campinas. Segundo apuração, em toda a história do SindiNutri-SP esse é o maior número de representantes do interior em uma diretoria. “A idéia é tornar a Instituição cada vez mais próxima e acessível”, acrescentou a Presidente.

A Presidente, que já despachava na sede do SindiNutri-SP e trabalhava pela transição antes da pandemia ser anunciada, já declarou estar motivada a continuar os trabalhos, independentemente das dificuldades. E ela conta com o apoio e participação de toda a diretoria.

"Há uma interação entre diretoria e funcionários, com o auxílio das ferramentas digitais disponíveis, buscando a implantação das novas propostas de trabalho", afirmou. Um dos desafios é engajar mais profissionais a se filiarem ao SindiNutri-SP e promover a defesa da categoria, seja individual ou coletivamente, em meio à crise do emprego, que será intensificada pelo avanço da Covid-19.

“O momento é investir em planejamento estratégico situacional, formação e mapeamento de processos, organização da estrutura, de modo a mantê-lo bem estruturado, com saúde contábil, econômica e financeira. Buscar uma gestão participativa, coesa e atuante e reforçar para que as/os Nutricionistas participem desta gestão desafiadora e que começa em condições sociais tão adversas. Nossa união fará a diferença. Afinal, “o SindiNutri-SP é de todas e de todos nós” finalizou.


Fonte:  Assessoria de Imprensa - 25/03/2020


Comentários