Notícia - Campanha Salarial: Sindmotoristas realiza manifestações em terminais de ônibus da Capital paulista

Na manhã desta quarta-feira (16), diretores do sindicato, delegados e militantes estiveram nos Terminais Santo Amaro, Pinheiros e Parque D. Pedro II com o objetivo de esclarecer os condutores e passageiros a respeito do impasse que se encontra a Campanha Salarial e as consequências que podem afetar o funcionamento do sistema.

Infelizmente os empresários do setor e o Poder Público têm se mostrado insensíveis às demandas da categoria por melhores condições de trabalho e de salário. Nas negociações salariais, o que se nota é que eles querem jogar o ônus da pandemia do coronavírus sobre os trabalhadores. Embora não assumam publicamente, patronal e Prefeitura, ao invés da valorização, almejam reduzir postos de trabalho e precarizar direitos.

No movimento de hoje, os dirigentes afirmaram que as intenções das autoridades não serão colocadas em práticas, pois os trabalhadores farão a luta para garantir as conquistas históricas.

O Secretário da Manutenção, Naílton Francisco de Souza (Naílton Porreta), em seu discurso no Terminal Santo Amaro, destacou o papel do sindicato que heroicamente conseguiu impedir que houvesse demissão em massa no setor, apesar da redução da frota de ônibus em circulação durante o período da quarentena.

ASSEMBLEIA DECISIVA

O presidente em exercício do Sindmotoristas, Valmir Santana da Paz (Sorriso), aproveitou o momento para convocar os trabalhadores em transportes para a assembleia decisiva que acontecerá na tarde do dia 17 (quinta-feira), para decidir os rumos da Campanha Salarial.

Encerrando o movimento, Sorriso mandou um recado às autoridades. “O tempo está se esgotando. Patrões e Poder Público têm até às 16 horas de amanhã para apresentarem uma proposta plausível. Nas negociações salariais sempre mostramos disposição para um acordo, mas não houve cooperação do outro lado. Agora, eles que se mexam para evitar um enfrentamento e uma eventual paralisação do transporte público”.


Fonte:  Sindicato dos Motoristas de São Paulo - 16/09/2020


Comentários