Artigo - 1001 dias e noites de terror para o povo brasileiro com Bolsonaro no poder

Com seu jeito fanfarrão e seu discurso de ódio, Jair Bolsonaro está cumprindo o que prometeu: destruir o País.
 
A economia brasileira está frágil, a pandemia tirou a vida de quase 600 mil pessoas (em meio às tramoias que a CPI tem revelado diariamente) e o povo brasileiro ficou sem horizontes de emprego, renda, direitos e ascensão social.
 
Crescem somente o fanatismo, as fake news, a violência, a destruição de nossas riquezas, a pobreza e a fome.
 
Felizmente, muitas pessoas que foram iludidas pelo presidente e pelas fake news estão melhor informadas e sabem agora que este governo não é, nunca foi, nem pretende ser progressista e unir a maioria.
 
Bolsonaro, porém, continua sendo o representante de um Estado autoritário, antissocial e uma ameaça constante à Democracia. 
 
Não há nada para celebrar nestes seus 1001 dias na presidência da República. Passou da hora, Congresso Nacional! Impeachment, já!


Miguel Torres
presidente interino da Força Sindical e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos)