Notícia - No Dia da Mulher, Sintergs lança comissão de políticas afirmativas

Pensando em conscientizar o funcionalismo e a sociedade, o Sintergs lança, neste Dia da Mulher (8/3), uma comissão de políticas afirmativas. O sindicato acredita que estas causas são lutas políticas e precisam estar inseridas nos processos de formação da base para a transformação social. O primeiro encontro para definição do nome, eixos temáticos e diretrizes do comitê será nesta quinta-feira (10/3), pelo Google Meet, com a participação de diretores e de servidores convidados.

“A ideia é discutir e pensar ações sobre diversidade, igualdade e representatividade”, explica a diretora do Sintergs, Angela Antunes, uma das idealizadoras da iniciativa. Os participantes irão se dividir em grupos de trabalho. Além de fomentar o debate dentro do movimento sindical por meio de representantes, será aberto espaço para aproximar servidores que enfrentam preconceito. Em outro eixo, o sindicato pretende estimular articulações para a implementação de políticas estaduais que busquem a equidade e o combate à discriminação.

Raquel Fiori, diretora do Sintergs, enfatiza a importância do projeto já que a paridade nos cargos de direção e nas ações políticas faz parte do planejamento estratégico do sindicato. A dirigente ressalta que as mulheres constituem a metade dos trabalhadores sindicalizados no Brasil. “Nossas demandas merecem assumir protagonismos nos sindicatos para fortalecer a política no país”, acrescenta.

“A partir de pesquisas realizadas junto aos servidores, constatamos que uma parte da base de trabalhadores estaduais ainda negligencia questões elementares de direitos humanos. É necessário que façamos este debate e que sejam criadas agendas progressistas na área de políticas afirmativas”, pontua o diretor de Comunicação do Sintergs, Valdir Fiorentin.


Fonte:  Assessoria de Comunicação SINTERGS - 08/03/2022


Comentários