Notícia - Rappi distribui mochilas e aumenta insegurança na sociedade; essa ação é ilegal perante à lei da cidade de SP

A Rappi desafia as autoridades públicas e, ainda por cima possibilita aumento da criminalidade promovendo campanha de distribuição de mochilas gratuitamente para os entregadores de São Paulo, capital.


E o absurdo dos absurdos: a pessoa não precisa ser cadastrado em seu sistema para retirar a mochila, basta levar a velha ou a rasgada e pegar outra nova na hora.


A Rappi com essa atitude desdenha da Polícia Militar do Estado de São Paulo que implementou a Operação Sufoco (que revista diariamente os trabalhadores honestos) porque entrega uma mochila para um desconhecido, que pode ser um ladrão que tem, nessa oportunidade, adquirir passaporte livre para efetuar roubos e assaltos, prejudicando mais ainda à categoria.


Motofretistas e entregadores ainda estão alertando o SindimotoSP que, no local da distribuição dessas mochilas, pessoas estão colhendo abaixo-assinado alegando que a intenção do sindicato é proibir o uso de mochila pelos entregadores.


O SINDIMOTOSP ressalta que o USO DE MOCHILA (bags) já é proibido pela Lei Federal 12.009, a Resolução Contran 943 e a Lei Municipal SP 14.491, além da Portaria Municipal SP 123.
Na realidade, as empresas de delivery por aplicativos fazem vista grossa e desobedecem as leis.
O SINDIMOTOSP irá averiguar essa denúncia feita pelos motofretistas e tomará todas as medidas legais necessárias caso comprove à denúncia.


Fonte:  SindimotoSP - 12/05/2022


Comentários