Notícia - CTB comemora cinco anos da Casa do Trabalhador com homenagem a Wagner Gomes e Severino Almeida

Em clima de mobilização e resistência em defesa da democracia, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) comemorou, nesta quarta (3), o aniversário de cinco anos da sua sede em São Paulo, localizada na Rua Cardoso de Almeida, 1.843, em Perdizes, na capital paulista.

“A aquisição desta sede foi uma conquista importante da CTB, uma central que neste completa 15 anos e que sempre esteve na linha de frente das principais lutas da classe trabalhadora. Mesmo em meio a uma grave crise e ainda com o temor do vírus, a CTB atuou firme nos últimos para enfrentar a onda de retrocessos imposta por Michel Temer e Jair Bolsonaro. E nossa sede se converteu em um espaço importante para construção da luta e para a formatação da nossa base”, comemorou Adilson Araújo, presidente da CTB.

Além do debate “Pedras no Caminho: desafios para a reconstrução do Brasil Pós-pandemia”, que contou com a presença de Luiz Gonzaga Belluzzo, professor titular do Instituto de Economia da Unicamp; professor da Faculdade de Direito da USP e coordenador do Conalis (Coordenadoria Nacional de Promoção da Liberdade Sindical), Ronaldo Lima dos Santos; e a presidenta da UNE, Bruna Brelaz; a data também foi marcada pelo show do cantor e compositor Paulo Matomina.

“A festa celebra o esforço do grande time dos e das cetebistas de todos os cantos do Brasil, do campo e da cidade, e renova nossos laços de resistência para seguirmos na luta pela reconstrução dos direitos e defesa da vida”, destacou o secretário de Finanças da CTB Nacional, Sérgio de Miranda.

Homenagem a Wagner Gomes e a Severino Almeida!

Na oportunidade, a direção nacional da CTB rendeu homenagem a Wagner Gomes e Severino Almeida. “Homenagens como essa nos fortalece e impulsiona a nossa luta para barrar os retrocessos que assistimos hoje. E fortalecer passa por reconhecer o legado de lideranças como Wagner Gomes e Severino Almeida”, afirmou Cristiane Oliveira, companheira de Wagner, ao agradecer a homenagem da CTB.

“Wagner Gomes era um farol da CTB. Uma liderança que contribuiu não só para construir a unidade e pluralidade da CTB, mas deu sua contribuição para fazer da nossa Central a referencia que se tornou hoje. Já Severino, um dos maiores sindicalistas do ramo marítimo no mundo, também deixou importante legado, e entre muitos o de ser um dos idealizadores de uma Convenção na OIT para categoria, um feito inédita. Farão falta esses dois companheiros e cabe a nós trabalhar duro para manter e avançar com esse legado”, relatou o Carlos Augusto Müller, Secretário Adjunto de Relações Internacionais.


Fonte:  Portal CTB - 04/08/2022


Comentários