Notícia - Valdevan Noventa afirma que o PLR da categoria causa medo ao setor patronal

Após polêmica e diversas informações infundadas em torno do PLR da categoria, o presidente licenciado do Sindmotoristas, Valdevan Noventa, manifestou-se solicitando engajamento e responsabilidade aos diretores na divulgação de informações pontuais e assertivas sobre o tema. Para ele, as empresas têm demonstrado medo e preocupação em revelar seus lucros.

“Pelo andar da carruagem, os patrões apostam na impunidade e se julgam no direito de desrespeitar a Sentença Normativa, resultante do julgamento do Dissídio Greve que garantiu a renovação da maioria absoluta das cláusulas pré-existentes da nossa Convenção Coletiva de Trabalho até 30 de abril de 2023. O papel do verdadeiro representante neste momento é ajudar a intensificar o trabalho de conscientização na base. Fazer o contrário só beneficiará os patrões e a SPTrans”, enfatizou.

Valdevan Noventa suspeita que os empresários estão com medo de abrir a “caixa preta” dos repasses milionários realizados pela SPTrans às empresas de ônibus, durante a pandemia da Covid-19, e por isso decidiram desrespeitar a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT/SP), que garantiu aos seus empregados a aplicação de adicional de 100% a partir da terceira hora extra e do Precedente Normativo n° 35 sobre a PLR.

Noventa ainda lamenta o posicionamento desrespeitoso dos patrões que, orientados pelo sindicato patronal, entraram com “Embargos Declaratórios” de cláusulas do Acórdão, resultante do julgamento da greve.

“Vamos intensificar nossa luta em busca de respostas”, afirmou Noventa.

“O que causa tanto medo nos empresários em abrir suas contas? Por que mesmo com ônibus parados nas garagens durante a pandemia receberam bilhões da SPTrans? Por qual razão se negam a divulgar seus balanços econômico-financeiros? Quem os protege do Tribunal de Contas do Município?”, questionou.


Fonte:  Sindicato dos Motoristas de São Paulo - 05/08/2022


Comentários